08 julho, 2011

Olhos nos olhos, quero ver o que você faz…

Todos os Direitos Reservados  Foto de Angelica Bessa Lei 9610 de 1998 angelicabessa@augustoabrigo.org
Meu nome é Serena. Eu sofri abusos de alguns seres humanos. Passei fome, passei frio, senti medo, fui chutada, fui encurralada, apanhei, vivia assustada.

O Augusto Abrigo me acolheu há mais ou menos um ano. Nos primeiros dias, fiquei internada em uma clínica para recuperar-me do que havia acontecido, quando eu estava melhor fiz uma cirurgia de castração. Depois fui para meu novo lar e lá encontrei amor, carinho, paz. Lá a gente esquece que sofreu e lá eu encontrei minha mãe. Ela é voluntária.

Quando nos vimos, nossos olhares não viram mais nada além de uma a outra. Eu corri para seu abraço e lambi muito seu rosto. Não pensei em nada, apenas em chegar perto dela. Ela disse que seu coração esquentou e abriu-se em flor.

Depois disso nada nos separou. Mamãe diz que ela foi resgatada por mim. Hoje eu tenho uma Irmã canina, a Berkana uma beagle linda, um Irmão humano, um Papai humano e minha Mamãe humana.

As vezes estou dormindo e acordo com minha mãe me olhando. Outras vezes minha irmã Berkana vem e deita pertinho de mim, principalmente nesse tempo frio. Meu pai fica entre eu e a Berkana na cama assistindo televisão no quarto. Meu irmão humano, Gabriel, dome comigo depois do almoço. Tenho uma caminha bem gostosinha que fica no quarto dos meus pais, igual a da Berka. A dela fica de frente para meu Pai, eles se amam muito, a minha fica de frente para minha mãe, nós todos nos amamos muito.

Eu vim hoje depois de um ano, latir para vocês que estou muito feliz, que se não fosse o socorro que eu tive, poderia ainda estar em baixo de carros e caminhões tentando dormir, poderia ter sido atropelada e estar paraplégica como alguns dos meus irmãos caninos e felinos estão no Augusto, poderia ainda estar sofrendo aqueles abusos que me doíam o corpo e a alma.

Vim também fazer um apelo a vocês:
  • Castre suas fêmeas, se elas reproduzirem e você não puder ficar com os filhotes, talvez tenha vontade de largá-los em algum lugar, e isso não será justo nem com a sua fêmea, nem com os filhotes dela.
  • Castre seus machos para que eles não saiam atrás de fêmeas que ainda não foram castradas e se percam de suas famílias, e com isso acabe fazendo parte estatística cruel da posse irresponsável.
  • Leve-os ao veterinário, mantenha suas vacinas em dia, deixe sempre água potável disponível, não deixe faltar comida para eles.
  • Identifique seu animal de estimação. Pode ser na coleira, ou em uma plaquinha, pode ser apenas com seu telefone. Creia, as pessoas na redondeza de sua residência, vão perceber que seu animal está perdido e tem dono, pois ainda não está machucado, sujo, mancando e ligarão para você. Quando já estamos sujos, feios, maltratados nossa chance diminui, as pessoas tem medo de aproximar-se de nós. Identificar seu animal faz parte da cartilha da posse responsável.
  • Preste socorro a um animal ferido, no final as coisas se ajustam, talvez esse animal complete sua família, assim como completei a minha.
Ser abandonada foi muito triste e se não existissem os abrigos, os protetores, os protetores independentes, o que teria sido de mim? Eu poderia estar morta. Mas eu não estou. Estou aqui te dando meu depoimento de felicidade de alegria por ter tido uma segunda chance dada pelo Augusto Abrigo.

Olhe em meus olhos, sinta o que eles estão te dizendo. Pense.
Familia Todos os Direitos Reservados  Foto de Angelica Bessa Lei 9610 de 1998 angelicabessa@augustoabrigo.org


Serena Bessa e Angélica Bessa

15 comentários:

Lenyza disse...

Lindo

Cinthia Kriemler disse...

Meu Deus, que texto! E a Serena está cada dia mais linda! É um olhar de paz,de "sou feliz", de "pertenço". E pertence, graças a Deus! Muitos beijos para essa família tão bonita!

Augusto Abrigo disse...

Serena pertence a família Bessa Augusta, e nós aqui em casa somos uma ramificação, você é outra.
Angélica Bessa

Augusto Abrigo disse...

Cinthia, elogios desse tipo vindo de uma escritora me deixam com frio na barriga...só você mesmo...
Obrigada pelo seu carinho.
Nem vou dizer que estou com saudades pq já estou repetitiva.
Angélica

Tia Jana disse...

ta muito lindo mesmo. elinha é demais, uma lição de amor... e ela tem uma Tia humana também, né? =P

Maura disse...

sem palavras... texto lindo, amor verdadeiro e incondicional... amo vcs....

Ação Animal DF disse...

Angélica, parabéns pela linda família!

Você não gostaria de participar do nosso projeto " Amigo bicho não tem preço. Histórias de adotantes e adotados"?

Puxa, seu texto está ótimo!

Suzana

Augusto Abrigo disse...

Lenyza, obrigada pelo carinho.
Angélica Bessa

Augusto Abrigo disse...

Maura querida, nós também te amamos. Beijos em você e Violeta.
Angélica Bessa

Augusto Abrigo disse...

Ação Animal DF, que bom que vocês gostaram, nosso objetivo é mesmo esse, mostrar o que acontece antes, durante e depois do Augusto Abrigo.

Gostaria de participar sim, como proceder?
Pode enviar um e-mail para abrigoaugusto@g-mail.com para conversarmos?

Obrigada pelo convite.
Angélica Bessa

Augusto Abrigo disse...

Tia Jana, eu sei que tenho uma tia humana também, mas ela só fica no face e eu não posso falar nada sobre oxe ainda..hihihih
"Serena Bessa"

Anônimo disse...

Serena , pena flor, vc ganhou na mega sena canina quando encontrou seu novo lar, papai, mamãe e irmõ te amam muito e isso não tem preço, parabens a essa familia linda, e Angelica guarde os textos para a Serena um dia faremos uma publicação contando as historias do abrigo e suas cartas de amor farão (com a sua permição) parte de um capitulo a parte, abração a tods, sudds
EZ

Augusto Abrigo disse...

Ah vovó, o que minha mãe escreve aqui já é do Augusto Abrigo, e esse texto é meu, não é dela...e eu permito, pois minha primeira casa foi a sua, sem você eu não estaria aqui com minha mãezinha. Nós aqui em casa te amamos muitão.
Serena...hihihi

Nena Medeiros disse...

Lindo texto, linda Serena! Que maravilha de depoimento!! Que ele toque os corações das pessoas pelo bem desses bichinhos!
Parabéns, Angélica!

Augusto Abrigo disse...

Nena, obrigada pelo carinho. Um elogio vindo de uma escritora me deixa lisonjeada. Aliás, Serena bate o rabinho latindo que quem fez o texto foi ela, eu apenas digitei.

Eu espero que o seu trabalho e de seus seus amigos, bem como o nosso e de todos os protetores independentes "toque o coração das pessoas pelo bem desses animais".

Obrigada

Angélica Bessa

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

GUSTÃO - O nosso amigão

/
Gustão está aqui para lhe ajudar a entender as necessidades de um cão. Ele pode sentar, deitar e rolar. Você pode manter Gustão entretido jogando bola ou dando-lhe um osso. Para fazê-lo sentar–se, dê um duplo clique com o mouse no chão perto dele. Um duplo clique novamente para fazê-lo deitar-se. Então segure o botão do mouse para baixo e ele vai rolar.